Faculdade Arquidiocesana de Mariana

Após autorização concedida pelo MEC, a Faculdade Arquidiocesana de Mariana (FAM) atualizou o seu nome para Faculdade Dom Luciano Mendes (DLM). A ideia da atualização do nome surgiu do arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, após algumas reuniões com os diretores da Instituição de Ensino Superior. Juntamente com o novo nome, surge também a nova Identidade Visual.



“Fatos esses que impulsionam um renovado ardor em desbravar um novo posicionamento nos meios de comunicação e no mercado acadêmico brasileiro. A figura de Dom Luciano Mendes é, sem dúvida, um patrimônio imaterial cultural e religioso da Igreja, um ícone em ética, amor, responsabilidade social e evangelização”, enfatiza Fábio Machado, seminarista e membro da equipe de Comunicação e Marketing da DLM.


Lançamentos

Tanto o novo nome quanto a nova Identidade Visual foram lançados nesta última noite, 28, dentro da Comenda Dom Luciano Mendes. Em seu discurso, o padre Wander Torres, diretor acadêmico da faculdade, destacou a importância do novo nome e da nova identidade, dentro do atual momento em que a instituição vive.

Manhã Cívica

O lançamento dentro da Instituição foi nesta manhã, 29, e contou com a participação de todos os diretores, o corpo discente e boa parte do docente, os diretores do Seminário de Filosofia, além dos colaboradores e convidados.

No primeiro momento foi cantado o hino Nacional e, logo após, o diretor geral, padre Vander Sebastião, descerrou a placa contendo a missão e vocação da faculdade. As placas também foram pregadas em todas as salas pelos próprios estudantes e pelos colaboradores, em um ato simbólico de que, além da faculdade os marcar, eles também marcam a história da instituição.

Nova Identidade Visual

A nova Identidade Visual possui três dimensões: através da letra “D”, podemos perceber uma representação da mitra usada por Dom Luciano; a letra “L”, simboliza as ruas de Mariana por onde andou o bispo homenageado; e, por fim, a letra “M”, simboliza um ícone de uma janela aberta, demostrando assim a disponibilidade de se abrir-se para o conhecimento e a verdade. Por fim, o verde nos recorda que, Dom Luciano, é o bispo da Esperança.